APAV - Associação Portuguesa de Apoio à Vítima


A Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) é uma instituição particular de solidariedade social, que tem como objetivo estatutário promover e contribuir para a informação, proteção e apoio dos cidadãos vítimas de infracções penais e vítimas de crimes, de forma individualizada, qualificada e humanizada e através da prestação de serviços gratuitos e confidenciais.

A Associação

A Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) consiste numa instituição particular de solidariedade social, pessoa coletiva de utilidade pública, que tem como objetivo estatutário promover e contribuir para a informação, proteção e apoio aos cidadãos vítimas de infracções penais.

É, em suma, uma organização sem fins lucrativos e de voluntariado, que apoia, de forma individualizada, qualificada e humanizada, vítimas de crimes, através da prestação de serviços gratuitos e confidenciais.

Fundada em 25 de Junho de 1990, é uma instituição de âmbito nacional, localizando-se a sua sede em Lisboa.

Ser Voluntário

O Voluntário da Associação Portuguesa de Apoio à Vítima é aquele que, respeitando os princípios consagrados nos estatutos da Associação, e nos termos do contrato-programa que celebra com a APAV, presta a sua atividade de voluntariado de forma desinteressada, livre e responsável, contribuindo, directa ou indiretamente, para o sucesso do apoio às vítimas de crime, aos seus familiares e/ou amigos.

Ao colaborar com a APAV enquanto Voluntário/a estará a:
- A apoiar direta e/ou indiretamente vítimas de crime em Portugal;
- Contribuir para a consolidação do estatuto da vítima em território nacional;
- A obter experiência e formação certificada no apoio a vítimas de crime;
- A contribuir para uma rede que já apoiou mais de 90.000 vítimas de crime diretas desde a sua criação e que é composta por mais de 250 voluntários.


Recrutamento


Para se ser voluntário, o candidato deverá preencher a Ficha de Inscrição de Voluntariado, através do link:  https://apav.pt/apav_v3/index.php/pt/voluntariado/ficha-candidatura e submeter no final.

Tendo como objetivo último a qualidade do apoio prestado a vítimas de crime em Portugal e a total satisfação dos seus colaboradores (Voluntários/as no caso), a APAV tem um processo de seleção e formação para os/as seus/suas Voluntários/as.
O processo de admissão de voluntários é regido pelas seguintes etapas:

As candidaturas a Voluntariado APAV podem ser feitas presencialmente num dos nossos Serviços, ou através de candidatura online. Caso a proposta do/a candidato/a se encaixe com as necessidades da APAV, este/a será chamado/a para uma entrevista presencial onde se avaliam as suas expectativas, a sua disponibilidade e motivação para a realização de Voluntariado;

Uma vez aceite a candidatura, a APAV entra em contacto com o/a candidato/a e agenda-se um dia e hora para a assinatura do contrato-programa de onde contam os direitos e deveres do/a Voluntário/a. Nesse mesmo dia são apresentadas ao/à Voluntário/a as instalações onde este realizará o Voluntariado, assim como a equipa com quem colaborará.

O voluntário poderá auxiliar no exercício das seguintes modalidades:

"Técnico/a de Apoio à Vítima Voluntário/a"

Esta modalidade abrange todos/as aqueles/as que atendem a população num dos diversos Serviços da APAV. O atendimento pode ser feito de duas formas:
- Atendimento presencial, num dos Gabinetes de Apoio à Vítima;
- Atendimento através da Linha de Apoio à Vítima.

Critérios de inclusão: 
- Ter mais de 18 anos. 
- Para o atendimento presencial em Gabinete de Apoio à Vítima dá-se preferência a todos/as aqueles/as com formação ou em anos avançados de formação superior em Direito, Psicologia, Serviço Social (pese embora, após análise de CV, sejam elegíveis candidatos/as com formação em outras áreas do conhecimento, desde que adequadas para o apoio a prestar). 
- Para o atendimento na Linha de Apoio da Vítima, os/as candidatos/as não necessitam necessariamente de uma formação numa das três áreas preferenciais requeridas para o atendimento presencial de vítimas de crime.

"Voluntário/a para Suporte Técnico / Operacional"

Esta modalidade abrange todos/as aqueles/as com ou sem formação académica superior que, em vários âmbitos, que não o atendimento a vítimas, pretendem colaborar com a APAV. São exemplos os/as investigadores/as, tradutores/as, relações públicas, secretários/as, designers, enfermeiros/as, médicos/as, etc. Estes/as Voluntários/as estão presencialmente nos Serviços da APAV (por exemplo, nos Serviços Centrais de Sede), cumprindo com um horário pré-acordado com a APAV e poderão auxiliar, por exemplo, na criação de conteúdos para projectos a decorrer, auxiliar na Unidade de Contabilidade, na tradução de conteúdos para outras línguas, etc.

Critérios de inclusão: 
- Ter mais de 18 anos.
- Com ou sem formação superior, dependendo do apoio que pretende prestar.

Voluntário/a para a Prevenção e Sensibilização

O/a Voluntário/a para a Prevenção e Sensibilização é todo/a aquele/a que pretende realizar acções de informação e sensibilização na área do crime, em diversos contextos e com diferentes públicos-alvo (por exemplo, acções de sensibilização sobre violência no namoro em contexto escolar).

Critérios de inclusão: 
- Ter mais de 18 anos. 
- Com ou sem formação superior, dependendo do apoio que prestar.

"Amigos/as Pro Bono"

Esta modalidade compreende todos/as aqueles/as que colaboram com a APAV sem cumprir um horário presencial nos Serviços da APAV, podendo organizar os seus trabalhos conforme as suas disponibilidades, estando em sua própria casa e/ou local de trabalho. É exemplo o/a Psicólogo/a ou o/a Advogado/a que se disponibiliza para prestar apoio a uma vítima de crime. Os/as Amigos/as Pro Bono poderão ainda prestar auxílio em situações pontuais que não o atendimento a vítimas de crime como, por exemplo, apoio a projectos, produção de um logótipo ou campanha de sensibilização, construção de uma base de dados, etc.

Critérios de inclusão
- Ter mais de 18 anos. 
- Com prática profissional relevante.


Site: https://apav.pt/

Facebook: https://www.facebook.com/APAV.Portugal/

E-mail: apav.coimbra@apav.pt

Telefone: 239 781 545 | 239 702 363

Fax: 239 243 551

Horário: 10H00-12H30 / 14H00-17H30

Av. Fernão de Magalhães, nº 153, Piso 1, Sala 1, 
3000-176 Coimbra